quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

They Don't Care About Us

Versão no Brasil - O vídeo foi grevado em Salvador e na favela Dona Marta, no Rio de Janeiro.




Versão em prisão - Segunda versão que foi gravada em estúdios de Nova York.



Eu sempre achei estranho Michael ter vindo ao Brasil gravar o clipe e logo depois gravar uma segunda versão.
O clipe gravado aqui, é bem diferente de tudo que ele já havia feito. Não é um video caseiro, mas não tem uma super produção...

Michael não é o tipo do cara que dá ponto sem nó.

6 comentários:

  1. Sim...
    Mas e aí???
    Porque você acha estranho ele ter gravando outro clipe em seguida????



    Acho o maximo seu blog, estou sempre por aqui...Olhando tuuudoo!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  2. também não entendi porque vc acha estranho, eu só sei que o segundo, versão da prisão foi censurado, então o do brasil que é o oficial, se é que eu não estou enganada!
    beijos, adoro seu blog

    ResponderExcluir
  3. a da prisão veio antes, foi mal interpretada, e então ele fez a do Brasil.. essa foi a ordem

    ResponderExcluir
  4. Paulo Vitor, eu tambem achava que o da prisão tinha sido feito antes, mas fiz uma pesquisa no Google e vi que foi feito depois.
    http://en.wikipedia.org/wiki/They_Don't_Care_About_Us

    ResponderExcluir
  5. Carol e Michelle Meirelles não foi facil para o MJ gravar o primeiro video. Os governantes não queriam, pq podia "queimar" a imagem do Brasil. Já que ia mostrar lugares pobres. O video tinha um apelo social, politico... Fazer isso tudo e depois fazer uma segunda versão em um estúdio? MJ não dá ponto sem nó...

    ResponderExcluir
  6. Mulher Pobre, estou muito feliz que você tenha voltado à ativa, com suas pesquisas maravilhosas e seus comentários super.
    Olha, fiz a pesquisa sobre os dois clipes para postar no blog do Tony. A primeira versão foi, sim, a gravada no Brasil. Assim como você, eu sempre desconfiei dela.
    Em seguida, ele gravou a dos Estados Unidos, em Nova York (prision version).
    Pelo que li, a intenção era de intercalar imagens, não de fazer dois clipes. Mas, também pelo que li, o do Brasil ficou muito bom, e acabaram decidindo manter os dois.
    O clipe do Brasil não é "oficial" como muita gente pensa, ele praticamente só foi divulgado, mesmo, na América Latina. Na Europa e nos EUA, foi o clipe da prisão que foi o divulgado. Ele encontrou muitas resistências e críticas, a música foi reeditada, enfim, toda aquela polêmica que sempre cerca Michael Jackson.
    Mas se prestarmos atenção, embora o do Brasil conte com a batida do Olodum e isso dê um som especial (acredito que tenha sido o Olodum quem tenha atraído Michael, pela imensa sensibilidade musical de Miguelzinho), veremos que o da prisão é mais condizente com a letra da música. Enquanto o da prisão é forte e mostra, mesmo, abandono e o desprezo das autoridades (que é o que diz a letra), o do Brasil, ao contrário, mostra a alegria no meio da miséria, daí porque sempre achei estranho aquele clipe.
    Uffa, desculpe, me alonguei.
    Beijo e bom retorno.

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Michael Jackson está vivo?