quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Los Angeles divulga certidão de óbito atualizada de Michael Jackson

Após conclusão da necrópsia, documento já aponta causas da morte.
'Intoxicação aguda por propofol' e 'efeito benzodiazepínico' são listados.

A certidão de óbito de Michael Jackson recebeu uma emenda para incluir as circunstâncias de sua morte, declarada como homicídio e especificada como "injeção intravenosa por um outro".

A informação não é uma supresa - oficiais do IML de Los Angeles declaram na semana passada que a morte de Jacckson em 25 de junho resultou de homicídio.

Os investigadores disseram que a mistura do poderoso anestésico propofol e outros sedativos mataram o cantor. O novo registro lista "intoxicação aguda por propofol" como a causa principal e "efeito benzodiazepínico" como outra contribuição significativa.

A cópia pública do certificado de morte de Jackson não menciona o lugar onde seu corpo repousará permanentemente. Jackson deve ser enterrado na quinta-feira (3) no cemitério Forest Lawn Glendale.

O documento não menciona também o Dr. Conrad Murray, que trabalhava como médico particular do astro no dia de sua morte. Ele disse a detetives que deu ao cantor uma série de sedativos e propofol para ajudá-lo a dormir.

A classificação dos legistas como homicídio torna mais fácil aos promotores fazerem acusações criminais, mas isso não significa que um crime tenha sido cometido.

Autoridades investigando a morte do cantor executaram mandados de busca em pelo menos três estados, Califórnia, Nevada e Texas.

Nenhuma acusação criminal foi feita até agora com relação a morte de Michael Jackson.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/Musica/0,,MUL1289139-7085,00.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Michael Jackson está vivo?